Como criar vídeos de instruções eficazes

Publicados: 2022-01-23

Vídeos de instruções são um aspecto importante do marketing. Eles ajudam a posicionar as marcas como fontes de informação úteis, acessíveis e valiosas. Eles também ajudam a aumentar a retenção com produtos e serviços.

Mas o que faz um vídeo de instruções eficaz?

Antes de nos aprofundarmos nos tipos de vídeos de instruções que você pode fazer e como criar um vídeo de instruções poderoso, vamos definir o que são.

O que é um vídeo de instruções?

Um vídeo de instruções é um conjunto claro de instruções sobre como executar uma tarefa. Quando criados, os vídeos de instruções fornecem aos espectadores todos os detalhes de que precisam para realizar uma ação e, se necessário, aprendem a solucionar problemas ao seguir as instruções.

Embora o vídeo seja um conteúdo OTT poderoso e existam outros tipos de vídeos que funcionam para educar os espectadores, os vídeos de instruções são diferentes. Muitas vezes, eles são confundidos com explicadores e vídeos de demonstração. Veja como os vídeos explicativos e de demonstração diferem:

Vídeos explicativos

Vídeos explicativos fornecem contexto para um produto ou serviço e por que ele é necessário. Isso inclui apresentar um problema que seu público enfrenta, por que o problema é importante, quais soluções são frequentemente aplicadas sem sucesso e, finalmente, como um novo produto ou serviço que sua marca oferece é a resposta.

Vídeos de demonstração

Vídeos de demonstração orientam os espectadores sobre como usar um produto ou serviço. Ao contrário dos vídeos de instruções, eles não cobrem detalhes intrincados. Os vídeos de demonstração oferecem aos espectadores uma visão geral de determinados recursos, como acessá-los e para que servem.

Diferentes tipos de vídeos de instruções

Existem cinco tipos de vídeos de instruções. Cada um oferece uma abordagem única para orientar os espectadores através das tarefas. Veja como cada um funciona:

Apresentação/Webinar

Vídeos de apresentação ou de webinars são comuns. Eles são usados ​​para transmitir informações para grandes audiências. Estes podem ser presenciais ou virtualmente. Quando usada, a voz do apresentador torna-se o elemento chave. Como não se pode preencher um slide com todos os detalhes de uma palestra, o apresentador terá que ser claro e conhecedor o suficiente para preencher as lacunas.

Por exemplo, Yes To Tech mostra como o uso de uma narração pode ser poderoso ao ensinar seu público a criar um webinar gratuito.

URL: https://www.youtube.com/watch?v=clULRUvCUCo

Screencast

Os screencasts usam uma gravação de tela de computador ou smartphone para instruir os espectadores. Esses tipos de vídeos são comumente usados ​​para tutoriais de software.

Veja o vídeo “Como criar uma conta do Gmail” da Tech & Design. É um passo a passo claro e fácil de seguir.

URL: https://www.youtube.com/watch?v=NXOCa9kzQsk

Microvídeo

Os micro-vídeos são curtos, escaneáveis ​​e ideais para mídias sociais. Normalmente, são vídeos acelerados projetados para transmitir todas as etapas que os espectadores precisam o mais rápido possível. Eles também não incluem todos os detalhes que você receberia em outras formas de vídeos de instruções.

Neste exemplo, o Tasty mostra como acelerar um vídeo de culinária para facilitar o consumo no Facebook.


URL: https://www.facebook.com/buzzfeedtasty/videos/556106631919621/  

Resumo e Aspiracional

Esses vídeos são usados ​​para oferecer uma visão simplificada de um tópico complexo. Esses vídeos geralmente usam gráficos e animações, tornando a tarefa menos complexa. Eles também incluem uma aparência mais inspiradora, capacitando o espectador a agir.

The School of Life mostra como você pode iniciar um negócio usando animação envolvente.


Instrucional puro

Vídeos puramente instrutivos oferecem passos claros e simples sobre como alcançar um objetivo ou resultado específico. Em muitos casos, eles são semelhantes aos micro-vídeos, mas não são acelerados.

Por exemplo, Real Simple mostra como cortar uma manga. Embora isso pareça uma tarefa simples, os espectadores aprendem rapidamente que uma toalha de papel desempenha um papel importante.

URL: https://www.youtube.com/watch?v=uaabynzqZic

Como criar um vídeo de instruções eficaz

Criar um vídeo eficaz envolve quatro etapas essenciais. Você precisa aplicar cada um para criar um vídeo que ressoe com seu público, mas também cumpra sua promessa.

Passo 1: Comece com o porquê

Como outras formas de conteúdo de marketing, os vídeos de instruções são criados com um propósito. Eles são projetados para dar aos espectadores os meios de realizar uma tarefa que antes não podiam. Mas antes de criar seu vídeo, você precisa entender quem é seu público e o que eles desejam alcançar.

Isso geralmente significa a diferença entre um vídeo de instruções que acumula visualizações e um que é facilmente esquecido.

Compreender seu público não é apenas um problema que eles enfrentam. Trata-se de saber como resolver o problema e por que uma solução é importante.

É sobre contexto.

Veja o vídeo do Moz sobre como criar conteúdo 10x. No início do vídeo, Rand Fiskin explica por que o conteúdo 10x é importante. Sem essa informação importante, os espectadores não achariam este vídeo de instruções tão valioso.

URL: https://www.youtube.com/watch?v=IX9mzdU7dps&t=137s

Etapa 2: faça um storyboard do seu vídeo para a estrutura

Criar um storyboard é essencial para todos os tipos de vídeo que você produz. Os storyboards simplificam o processo criativo. Eles também estruturam ideias e facilitam o fornecimento de um fluxo lógico de informações, especialmente ao ensinar algo novo aos espectadores. Seu storyboard deve incluir todas as etapas que você planeja compartilhar. As etapas também devem ser priorizadas.

Em seguida, crie um script simples. Dependendo de como você planeja instruir seu público, seu roteiro deve incluir informações suficientes para comunicar sua ideia com clareza. E não deixe de compartilhar apenas o que os espectadores devem saber para realizar a tarefa.

Em alguns casos, isso pode significar uma breve explicação aqui e ali, mas como isso é mais instrutivo, focar especificamente na tarefa em questão é o ideal. Mais e você pode confundir ou sobrecarregar seu espectador.

Por fim, divida seu storyboard em quadros e atribua um comprimento a cada quadro. O comprimento será baseado na quantidade de informações que você precisa compartilhar em cada quadro.

Etapa 3: crie seu vídeo

Para criar seu vídeo, você precisará de equipamentos. Dependendo do formato do seu vídeo de instruções, você pode ou não precisar de uma câmera. Por exemplo, se você estiver transmitindo uma tela, talvez queira começar e terminar com apenas uma visualização da tela e nada mais.

Se o vídeo de instruções, por outro lado, incluir você aparecendo na tela, você precisará de uma câmera para capturar a si mesmo.

O som também dependerá da sua escolha de formato de vídeo. Se você planeja simplesmente fornecer etapas como legendas, pode adicionar música de fundo ao seu vídeo. Como alternativa, as gravações de narração exigirão um microfone.

A iluminação seria necessária para qualquer foto da câmera que você planeja tirar.

Etapa 4: editar

A edição é o passo final e importante na criação do seu vídeo de instruções. É onde tudo se encaixa. Aqui está um conjunto de elementos que você pode incluir:

Uma introdução

As apresentações preparam seu público para as informações que você está prestes a compartilhar, mas também são uma ótima oportunidade para divulgar sua marca. Você pode usá-los para compartilhar seu logotipo, slogan e muito mais.

Outros

Outros são perfeitos para servir frases de chamariz para os espectadores. Certifique-se de incluir um para dizer ao seu público o que fazer a seguir.

Elementos de marca

Isso inclui seu logotipo, slogans ou qualquer outro elemento único e diferenciado pelo qual as pessoas se lembrarão da sua marca. Mas não inclua muitos itens de uma só vez. Como regra geral, procure tornar sua marca conhecida, mas não faça com que ela pareça arrogante.

Transições

As transições tornam os vídeos envolventes. Embora existam muitas opções ao aplicar transições, a sua não precisa tornar a sua sofisticada ou adicionar muitas. Você pode se contentar com uma mudança de fotos ou ângulos da câmera, incluindo gráficos ou efeitos especiais básicos.

Dublagens

A edição também permite adicionar narrações. Eles podem ser especialmente úteis se você achar que o ambiente em que está gravando conteúdo está cheio de ruído de fundo que não pode ser ignorado.

Música e sons

Embora os vídeos de instruções sejam instrutivos, eles não precisam ser rígidos e chatos. Adicionar um pouco de música de fundo pode ajudar a definir o humor dos espectadores e proporcionar uma experiência mais envolvente. Mas seja gentil com o volume que você usa. Se a sua música de fundo estiver muito alta, pode se tornar uma distração.

Conclusão

Vídeos de instruções são ferramentas úteis para marcas e seus públicos. As marcas se posicionam como fontes confiáveis ​​de informação e permanecem na mente de seus públicos, enquanto os espectadores aprendem como realizar tarefas que os deixam empoderados.

Mas reserve um tempo para planejar o seu. Entenda para quem você está criando seu vídeo e como as etapas que você fornecerá resolvem um problema específico. Por fim, faça o storyboard de cada quadro e use a edição para criar um produto final útil e transformador.